Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Acesse a versão para celular

Espetáculo reúne 320 alunos no encerramento da FLOR em Oeiras

Espetáculo reúne 320 alunos no encerramento da FLOR em Oeiras
Espetáculo reúne 320 alunos no encerramento da VI Feira Literária de Oeiras – FLOR | Melício Carvalho
Compartilhe
Google Whatsapp

Um grande espetáculo de dança e arte encerrou na noite de deste sábado, 01, a VI Feira Literária de Oeiras (FLOR). Intitulado ‘Cabrobó’, o show teve a participação de 320 alunos de escolas da rede municipal de ensino, contando em diversos atos a história do município de Oeiras. Em sua sexta edição, a FLOR homenageou a escritora Roseana Murray, autora de dezenas de livros dedicados ao público infanto-juvenil e de poesias.

A obra de Murray foi alvo de análises e estudos em projetos desenvolvidos nas 29 escolas da rede municipal de Oeiras, durante todo o ano, e materializada em poesias, livros, danças, artes plásticas e apresentações culturais nos três dias de Feira Literária. “Desde que cheguei fui testemunha do maior milagre de todos quantos já vivi e minha vida é cheia de milagres. Vi seis mil crianças pobres do sertão fazendo arte verdadeira, fazendo poesia, música, teatro, dança e ganhando medalhas de matemática e astronomia. Vi crianças falando no palco com a segurança de velhos atores, sabendo de cor textos imensos, sem tropeçar em nenhuma sílaba. Vi autistas cantando e dançando. No encerramento da FLOR, 350 alunos e alunas, dos 3 aos 17 anos, encenaram um espetáculo de dança grandioso no palco-chão: Cabrobó, a história de Oeiras que completa 301 anos. Desde a chegada até hoje. Índios, sertanejos, escravos, a elite, estava tudo ali, nas coreografias mais belas, nos figurinos mais maravilhosos, com a grandiosidade de uma companhia de dança. Foi mesmo um grande espetáculo, onde cada um, desde a Educação Infantil até o nono ano, vai se apropriando das suas raízes. Cabrobó foi a apoteose dos espetáculos que eu já havia visto pela manhã”, comenta a escritora homenageada.


“Vou tentar divulgar para o resto do Brasil que esta é a educação que se tem que fazer: a educação do ser humano melhor, com arte e literatura. Estou impressionadíssima, muito emocionada e não sei como agradecer estar viva para presenciar isso. Algo que eu sonhei a vida inteira e que vi acontecendo. Muito obrigado, Oeiras”, acrescenta Roseana Murray.

Novos instrumentos para os Núcleos de Cultura

Além do espetáculo, a noite de encerramento da FLOR foi marcada pela apresentação de uma orquestra de bandolins e da banda multiarte Geração Jovem, grupos formados por estudantes de escolas municipais, que têm seus talentos artísticos estimulados e lapidados dentro dos Núcleos de Cultura – iniciativas da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), que promovem Educação com arte em toda a rede escolar.

Na oportunidade, o prefeito José Raimundo e a secretária municipal de Educação, Tiana Tapety, realizaram a entrega de 11 novos bandolins, 05 violões e 30 flautas para os Núcleos de Cultura das escolas municipais da Várzea, Juarez Tapety, Lourenço Barbosa e Agrotécnica.


“Ter uma educação de resultado não nos dá uma comodidade, nos dá uma inquietude e a certeza que precisamos continuar. Traz para nós a capacidade de entender que a educação se constrói todos os dias. Por isso, não canso de dizer o que Castro Alves diz: ‘bendito aquele que semeia livros e faz o povo pensar’. Nós precisamos, mais do que nunca, de um povo que pensa. O Brasil precisa, mais do que nunca. E nesta porção do Brasil, que é Oeiras, vamos continuar incessantemente construindo uma educação que liberte, que faça com que nossas crianças tenham cada vez mais a capacidade de ler o mundo”, destaca a secretária municipal de Educação.


Homenageado da FLOR 2019

Na ocasião, Tiana Tapety anunciou o homenageado da FLOR 2019: o escritor Ilan Brenman, um dos mais importantes autores de livros infantis do Brasil, ganhador de diversos prêmios e com publicações traduzidas para vários países.

Ilan Brenman é psicólogo formado pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo e sempre teve um pé no consultório e outro na literatura, que falou mais alto. Desde então, ele se dedica a dar cursos e palestras Brasil afora sobre temas como formação de leitores e literatura infantil. Já publicou os livros “O livro da com-fusão”, “Até As Princesas Soltam Pum”, “O senhor do Bom Nome e outros mitos judaicos” e “O pó do crescimento e outros contos”, entre outros.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Carregar os comentários (0)

comentários

fechar comentários
Nenhum comentário feito até o momento

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se